Compartilhe

Para amenizar o calor de Porto Velho, que alcançou a temperatura de 38ºC no mês de agosto, a mãe Daniele Vasconcelos está congelando leite materno e oferecendo o alimento em forma de picolé à sua bebê de cinco meses e 20 dias.

Para fazer o picolé, basta que a lactante retire o leite, armazene em forminhas de picolés caseiras, e leve ao congelador.  A ordenha pode ser manual, massageando os seios, ou por meio de bombas elétricas. “As formas são bem baratinhas, não custam mais de R$ 5. E fora isso, não precisa de mais nada além do leite”, disse a mãe.



Conforme orientações de especialistas do Banco de Leite Humano Santa Ágata (BLH), o leite pode ser guardado congelado por até 15 dias, sem acarretar prejuízos alimentares. Os picolés ainda podem ser usados como forma de amenizar as dores ocasionadas pelos nascimentos dos primeiros dentes das crianças, a partir do contato da superfície gelada com as gengivas doloridas.

“A recomendação é oferecer o leite de forma congelada às crianças maiores, quando os dentes já começaram a nascer. Não é recomendada a oferta para recém-nascidos”, comenta Edilene Macedo, coordenadora do banco de leite.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a amamentação traz diversos benefícios para a mãe e para o bebê. A recomendação para as mães que podem é amamentar até os dois anos ou mais e, de maneira exclusiva, nos primeiros seis meses de vida.

Fonte: G1