Compartilhe

Cidades de Paraty e de Ilha Grande, no Rio de Janeiro, passam a ser consideradas Patrimônio Histórico e Natural da Humanidade.

Paraty, Rio de Janeiro | Foto: Yuri Rossi
Paraty, Rio de Janeiro | Foto: Yuri Rossi

O reconhecimento foi feito pelo Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco.



O órgão das Nações Unidas considerou a importância do centro histórico da cidade colonial de Paraty e a paisagem da região da Baía de Ilha Grande.

A área envolve 149 mil hectares, que inclui trechos no estado de São Paulo, com quatro áreas de conservação e um total de 187 ilhas.

Levantamento do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional o Iphan, mostra que a região possui 36 espécies vegetais consideradas raras.

Também há forte presença de aves, sapos e pererecas, além de mamíferos como a onça-pintada e o muriqui, maior primata do continente americano.



Fundada em mil 667, Paraty já é tombada pelo Iphan, desde mil 958, por causa de seu conjunto arquitetônico.

Com a inclusão das duas cidades, o Brasil passa a ter 22 locais reconhecidos na lista das Nações Unidas.

As informações são do UOL.