Compartilhe

Mais um motivo para ser otimista. Uma pesquisa da Universidade de Illinois, nos EUA, mostra que pessoas otimistas tendem dormir mais e melhor. O estudo foi feito com mais de 3.500 pessoas com idades entre 32 e 51 anos de Birmingham, Alabama; Oakland, Califórnia; Chicago; e Minneapolis.

“Os resultados deste estudo revelaram associações significativas entre otimismo e características do sono  por questões sociodemográficas, condições de saúde e sintomas depressivos”, disse a pesquisadora Rosalba Hernandez, professora de pesquisa social na Universidade de Illinois.



Os pesquisadores descobriram que indivíduos com maiores níveis de otimismo eram mais propensos a relatar que dormiam adequadamente, de seis a nove horas por noite. E eles tinham 74% mais chances de não apresentar sintomas de insônia, com menos sonolência diurna.

“A falta de sono saudável é um problema de saúde pública, já que a má qualidade do sono está associada a vários problemas de saúde, incluindo riscos mais altos de obesidade, hipertensão e mortalidade por todas as causas. “Os otimistas são mais propensos a se envolver em enfrentamento ativo focado no problema e interpretar eventos estressantes de forma mais positiva, reduzindo preocupações e pensamentos ruminantes quando eles estão dormindo e durante todo o seu ciclo de sono”, disse o pesquisador.

Os resultados reforçam os dados de um estudo anterior, no qual os pesquisadores descobriram que os otimistas entre 45 e 84 anos tinham duas vezes mais chances de ter uma saúde cardíaca ideal. De acordo com um relatório de 2016 dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, cerca de 1 em cada 3 adultos dos EUA não consegue dormir adequadamente, aumentando os riscos de muitas doenças crônicas.

Fonte: Só Notícia Boa