Compartilhe

Suspeitas de sabotagem em sistemas do Ministério da Educação começam a ser investigadas pela Polícia Federal.

Os ataques cibernéticos sofridos em 08 de agosto foram denunciados pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. As invasões comprometeram alguns serviços e acessos aos programas educacionais.



De acordo com o MEC, a vistoria foi realizada por três peritos à sede administrativa em Brasília. Foram avaliados e coletados dados dois sistemas informatizados.

A Polícia Federal vai tentar identificar se houve invasão, de fato, e quem são os responsáveis.

A página do MEC dá acesso às inscrições e acompanhamento dos processos seletivos, por exemplo, do Enem, ao Programa Universidade para Todos – Prouni eu Fundo de Financiamento Estudantil – Fies.