Compartilhe

A Polícia Civil de São Paulo concluiu nesta semana o inquérito sobre a denúncia de estupro contra o Neymar, feitas pela modelo Najila Trindade.

A investigação foi encerrada pela delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa de Mulher de Santo Amaro, na zona Sul da capital paulista.



Por falta de provas, o documento concluiu que o jogador não cometeu nenhum crime – Neymar, portanto, não foi indiciado por estupro.

O inquérito agora segue para o Ministério Público, que tem 15 dias para se manifestar. Pode acusar formalmente o camisa 10 da seleção brasileira, pedir arquivamento do caso ou novas diligências.

Tanto a conclusão da polícia como do Ministério Público serão consideradas na decisão final da juíza da Vara da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Região Sul 2 de São Paulo.