Compartilhe

Abastecer o carro com álcool está mais caro. Semana passada, o preço médio do litro subiu para três reais e 25 centavos.

A pesquisa foi feita pela Agência Nacional do Petróleo, em postos de todo o País.



Foi o décimo nono aumento seguido. E em quase cinco meses a alta chegou a 41 centavos.

Um dos motivos seria o fim da safra de cana de açúcar, o que reduz a oferta. Os trabalhos da nova colheita devem ser retomados a partir de março.

No caso da gasolina, a redução do preço nas refinarias, anunciada pela Petrobras, demorou, mas aparentemente começou a fazer efeito. E os preços registraram uma pequena queda, para quatro reais e 58 centavos o litro.

Quando se considera os valores médios e o fato de que um carro flex abastecido com etanol tende a rodar cerca de 30 por cento menos, dá pra dizer que, hoje, a gasolina é mais vantajosa.