Compartilhe

Melhora a previsão sobre o impacto do coronavírus na economia brasileira. O Produto Interno Bruto, o PIB do País, ficará negativo em 5,02 por cento, neste ano.

A nova projeção aparece no boletim Focus, do Banco Central, que reúne a opinião das principais instituições financeiras do País.



Em junho, os especialistas chegaram a falar em um tombo de 6,54 por cento.

Só que a retomada as atividades aos poucos, em várias regiões do País, fez esse cenário melhorar, também aos poucos, desde então.

Mesmo que o preço da falta de uma estratégia nacional de combate ao coronavírus seja alto: quase 150 mil vidas.

Vale lembrar que, antes da pandemia, a previsão era que a economia brasileira cresceria dois por cento, em 2020.



No caso da inflação, a nova tendência é que seja de 2,12, neste ano.

Foi a oitava semana de alta na projeção, até porque conforme a atividade econômica é retomada e o consumo cresce, os preços aumentam.

Porém, o índice ainda é bem menor que os 4,31 por cento registrados em 2019.