Compartilhe

Atualizado em

Economista dá dicas para usar o 13º da melhor forma.



Por Jean Bordini

Esta quarta-feira (30), é o último dia para as empresas pagarem uma parte do 13º salário.

Para aqueles que foram registrados na empresa até o dia 16 de janeiro, o 13º do trabalhador equivale ao salário de um mês. O trabalhador que foi contratado após essa data, receberá o benefício proporcional a cada mês trabalhado.

Vale lembrar que pela legislação brasileira, o período de 15 ou mais dias, é considerado mês integral.



A conta para saber qual é o valor que você deve receber é simples, basta dividir o seu salário por 12 e multiplicar pelo número de meses trabalhados neste ano.

O pagamento é feito em duas parcelas: a primeira que deve ser paga até esta quarta-feira dia 30 de novembro, corresponde à metade do 13º sem descontos. Já a segunda parcela, que deve ser paga até o dia 20 de dezembro, vem com os descontos previdenciários e de Imposto de Renda, se houver.

Lembrando que se o valor do 13º salário for igual ou menor que R$ 1.566,61, o imposto de renda não é descontado.

Melhor ainda para aquele trabalhador que conta com o 13º salário para pagar contas, comprar presentes, enfim, é um dinheiro extra que vem em uma boa hora. Mas qual será a melhor forma de gastar esse dinheiro.

Confira abaixo a matéria com as dicas do economista Jorge José Elias

A principal dica do economista, é usar o 13º salário para quitar dívidas.