Compartilhe

Produção de motocicletas fecha o mês de setembro em alta.

Foram fabricadas mais de 92 mil unidades, avanço de 15% na comparação com o mesmo mês do ano passado.



Já em relação a agosto, quando quase 115 mil unidades foram produzidas, houve queda de 19%.

Os dados são da Abraciclo.

A entidade que reúne as empresas do setor projeta uma produção total de um milhão e 100 mil motocicletas neste ano.

De janeiro a setembro, já saíram das fábricas 837 mil unidades.



O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, diz que a motocicleta é usada, cada vez mais, como alternativa para a mobilidade flexível, econômica e eficiente. E que a oferta de crédito e as taxas de juros mais atraentes incentivam os proprietários a trocarem as motos por modelos mais novos e zero quilômetro.

Apesar da alta na produção, as vendas caíram em setembro, quando foram emplacadas pouco mais de 87 mil motocicletas.

A Abraciclo, porém, aposta no aquecimento do mercado nos próximos meses, basicamente por dois motivos: o pagamento do 13º salário e a chegada de novos modelos, em novembro, durante o Salão Duas Rodas, em SP.

O evento realizado a cada dois anos,recebe cerca de 200 mil visitantes.