Compartilhe

A partir de janeiro, qualquer compra feita fora do Brasil – como nos populares sites de importados – só poderá ser despachada com a identificação do comprador.

A Receita Federal só vai permitir a entrada no país de encomendas internacionais que tenham o CPF, CNPJ ou número do passaporte do destinatário.



Sem essa identificação, a remessa não será entregue, poderá ser devolvida ao local de origem, ou ainda, destruída, caso não seja possível fazer a devolução.

A identificação deve ser passada na hora da compra online e acompanhar a entrega da encomenda.

O número do documento ficará num cadastro, no portal dos Correios, no campo de rastreamento Minhas Importações.