Compartilhe

Para determinar as melhores cidade para se viver, o levantamento da Macroplan – consultoria em cenários prospectivos e administração estratégica – mede áreas como educação, segurança, saneamento e saúde no estudo Índice dos Desafios da Gestão Municipal 2021, IDGM. A campeã deste ano é Maringá, no interior do Paraná, com 430 mil habitantes.

Vista aérea de Maringá / PR – Foto: divulgação

Fundada em 1947, Maringá é uma das poucas cidades planejadas do país e já foi campeã duas vezes em 2017 e 2018. Ela é seguida no ranking por quatro cidades do estado de São Paulo: Jundiaí, São José do Rio Preto, Piracicaba e São José dos Campos. Entre as capitais, as melhores colocadas foram Curitiba, Vitória, Belo Horizonte, São Paulo e Florianópolis.



No recorte exclusivo na área da educação, as primeiras colocadas são Piracicaba, Limeira, São José dos Campos, Praia Grande e Maringá. Na área de saúde as campeãs são Florianópolis, Vitória, Curitiba, Palmas e, empatadas, as cidades de Joinville, Maringá e Montes Claros.

Na área de segurança, as melhores para se viver são São Paulo, Santos, São Bernardo do Campo, Mauá e Santo André. Já nas áreas de saneamento e sustentabilidade, as melhores colocadas são Santos, Franca, Maringá, Curitiba e Uberaba.

Além de Piracicaba, outras cidades da nossa região também aparecem no ranking. Campinas aparece em 9º, Sorocaba em 12º e Sumaré em 22º entre as 100 melhores cidades para se viver no Brasil.

Fonte: Só Notícia Boa