Compartilhe

Seguro obrigatório DPVAT, para indenizar vítimas de trânsito, deve ser extinto a partir do ano que vem.

De acordo com fontes econômicas ligadas ao governo a proposta em em estudo e pode ser decidida por Medida Provisória.



Segundo a Agência Reuters a Superintendência de Seguros Privados (Susep) enviou projeto ao Ministério da Economia para tratar da questão.

Se aprovado, o DPVAT será extinto a partir de 1º de janeiro de 2020.

A Seguradora Líder, responsável pelos pagamentos do benefício, deve repassar anualmente ao Tesouro um bilhão 250 milhões de reais, nos próximos três anos, para cobrir as indenizações até 2026.

O valor anual pago pelos donos de veículos no DPVAT é de cerca de 2 bilhões e 300 milhões de reais, segundo a reportagem.



Por lei, 45% é repassado ao Sistema Único de Saúde e 5% ao Denatran.