Compartilhe

Entre as muitas regras e estereótipos de gênero que são reproduzidas na sociedade, existe a máxima de que homens devem fazer xixi em pé. Mas algumas organizações de saúde têm questionado isso por motivos de saúde e higiene. Especialistas britânicos acreditam que a posição do corpo pode influenciar o volume do fluxo de urina – o que eles chamam de parâmetros urodinâmicos.

Normalmente, a bexiga armazena urina suficiente para nos permitir realizar atividades diárias e dormir durante a noite. Então, o corpo humano evacua a bexiga quando ela está cheia em dois terços, mas ela não deve ser forçada a urinar. Um estudo recente indica ainda que homens com próstata inflamada, problema que obstrui a passagem da urina, poderiam ter melhoras caso passassem a usar o vaso sanitário sentados.



Segundo a pesquisa, quando o corpo está em uma posição confortável, o esfíncter da bexiga e os músculos do assoalho pélvico ficam relaxados. Simultaneamente, a bexiga se contrai e esvazia. Para chegar a esta conclusão, o estudo comparou os parâmetros urodinâmicos de homens saudáveis ​​e outros com sintomas do trato urinário inferior, uma série de problemas que afetam o enchimento e o esvaziamento da bexiga.

Os pesquisadores descobriram que em homens com esses sintomas, a posição sentada registrava um perfil urodinâmico mais favorável — o tempo que passavam urinando também era menor. Mas, em homens saudáveis, os resultados não mostraram diferenças entre as posições em pé e sentado, assim, a questão não pôde ser concluída apenas com base em argumentos urodinâmicos.

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido assinou embaixo desse estudo e passa a recomendar agora que os homens que têm problemas para urinar procurem um lugar tranquilo onde possam se sentar. O que não deve ser um grande problema, pois, em alguns banheiros da europa, por questões de limpeza e preservação do local, homens são proibidos de urinar em pé.

Fonte: Hypeness