Compartilhe

Taxa de transmissão do coronavírus cresce, no Brasil, e volta ao patamar que indica que a pandemia está fora de controle.

É o que aponta o último relatório do Imperial College, de Londres, considerado referência no assunto.



A chamada RT, que seria o ritmo de contágio, ficou em um, na semana passada.

Quer dizer que cada 100 pessoas infectadas transmitiam o vírus para mais 100.

Especialistas explicam que, para tentar controlar a pandemia, o ideal é que essa taxa fique sempre abaixo de um.

Como aconteceu na semana anterior, quando ela foi de 0,94.



Ou seja, 100 pessoas transmitiam a doença para outras 94.

No geral, apesar de algumas variações pra cima, um dia ou outro, a taxa está em queda, no Brasil, desde 10 de maio.

Mas nas únicas duas vezes em que ela baixou de um, houve aumento de novo, na semana seguinte.

Por isso, os responsáveis pelo estudo reforçam que a melhora não significa que as pessoas devem abandonar as medidas de distanciamento.

Vale destacar que o aumento da taxa de transmissão do coronavírus ainda não considera uma possível alta no número de casos depois das aglomerações registradas do feriado.

Que, se acontecer, será sentida nos próximos dias.

O País chegou a ter, em abril, uma RT de 2,81. Ou seja, cada 100 pessoas infectadas transmitiam o coronavírus pra mais 281.