Compartilhe

Você é do tipo que adora celebrar o aniversário em um barzinho cercado de amigos? Então é melhor evitar viajar para o Tajiquistão. No país, comemorar a passagem dos anos em público é ilegal.

A lei bizarra ganhou destaque com o caso da estrela pop tadjiquistanesa Firusa Khafizova, que levou uma multa de 5.000 somoni (cerca de R$ 2.000) por festejar a data longe de casa. Comemorações de aniversário devem ser realizadas dentro do círculo familiar e aqueles que desrespeitam a regra estão sujeitos a multas pesadas.



Poderia ser apenas uma daquelas leis sem nenhuma aplicação prática, mas o costume é realmente levado a sério. As autoridades do país chegam até mesmo a usar imagens publicadas em redes sociais para provar a culpa dos espertinhos que decidem fazer uma inocente festa fora de casa. Apenas em 2018, mais de 600 pessoas foram multadas por desobedecer o decreto.

A legislação é parte do “Regulamento das Tradições e Costumes na República do Tajiquistão”. Imposto em 2007, ele foi expandido no ano de 2017. Além de proibir a celebração de festas de aniversário em público, o decreto ainda permite que o Estado imponha limites ao número de convidados, duração e refeições permitidas em casamentos, funerais, batizados e aniversários.

O objetivo da regulamentação, segundo o Governo do país, é evitar que os cidadãos gastem dinheiro em festas desnecessariamente luxuosas e possam dar prioridade às necessidades de suas famílias. Entretanto, organizações de direitos humanos alegam que esta é apenas mais uma maneira de o Estado intervir nas liberdades individuais.

Fonte: Hypeness