Compartilhe

Atualizado em

Os bancários que compõem a base do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região aceitaram a proposta da Fenaban.



Por Jean Bordini

Após nove dias a greve dos bancários em Capivari e região chega ao fim.

Os bancários que compõem a base do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região aceitaram a proposta apresentada nessa quarta-feira, 26, pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

O fim da greve foi votado pelos bancários em uma assembleia realizada na manhã dessa quarta-feira, em Piracicaba. Os bancos retomaram o atendimento, ainda na quarta às 12h.



A nova proposta apresentada ontem pela Fenaban eleva para 7,5% o índice de reajuste dos trabalhadores (aumento real de 2,02%), os trabalhadores pediam um aumento real de 5 %.

O piso salarial e os auxílios-refeição e alimentação subiram 8,5% (ganho real de 2,95%).

O piso para Caixa foi para R$ 2.056,89 (reajuste de 8,24%, o que representa 2,70% de aumento real), incluindo as verbas de caixa.

O presidente do Sindicato de Piracicaba, José Jaime Perim, afirma que no ano passado, foram necessários 21 dias de greve para conseguirem arrancar 1,5% de aumento real da Fenaban.

O presidente comemora a conquista deste ano, que em apenas oito dias de greve os bancários conquistaram 2% de ganho real nos salários e 2,95% no piso, além de outros avanços importantes tanto econômicos quanto sociais e políticos.