Compartilhe

Cerca de 40 mil pessoas foram intoxicadas, em uma década, em todo o País, por conta do uso de agrotóxicos. E quase duas mil morreram.

Os dados são referentes ao período entre 2007 e 2017, quando foi feito o último levantamento oficial.



A maior parte dos casos de intoxicação aconteceu no Paraná, um dos estados que mais produzem grãos, no País.

Na última safra, o Brasil consumiu cerca de meio milhão de toneladas de defensivos agrícolas, apontam dados do Ibama.

Mas apesar dos questionamentos e de movimentos contra o uso de agrotóxicos, o setor se defende.

Em entrevista ao programa Globo Rural, o diretor da Andef, entidade que reúne os fabricantes, Mário von Zuben, afirmou que o uso desses produtos, por aqui, é eficiente.



Citou, por exemplo, que o Brasil gasta 35 reais pra produzir uma tonelada de alimento. Menos que os Estados Unidos e 10 vezes menos que o Japão.

A Andef ainda garantiu que a quantidade de agrotóxico encontrada no solo das lavouras aqui é bem menor que lá fora. E avaliou que, sem o uso dos defensivos, haveria uma crise mundial na produção de alimentos.