Compartilhe

Presidente Jair Bolsonaro já se declarou contrário ao uso abusivo de algemas.

Parte do texto sobre abuso de autoridade pode ter veto presidencial, conforme antecipou também o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia.



O projeto aprovado no Congresso endurece as punições e cria normativas para agentes públicos no exercício da função, sejam policiais, juízes ou delegados.

Na sexta-feira, Bolsonaro afirmou não ter tido tempo de analisar a proposta, mas se declarou contrário a excessos, como citou, que não deve haver o uso de algemas de forma irregular.

O presidente salientou que existe cadeia para isso. E fez um desabafo, ao afirmar que vai apanhar de qualquer forma, se vetar ou não vetar partes do texto.

Bolsonaro tem 15 dias para sancionar ou vetar o projeto, encaminhado ao Executivo no último dia 14.