Compartilhe

A vida e a carreira de Zeca Pagodinho serão transformadas em filme. A produção do longa será de Roberto Faustino e Marco Altberg. Será distribuido nos cinemas pela Paris Filmes.

Ainda sem diretor e elenco definidos, o longa vai adaptar o livro “Deixa o Samba me Levar”, dos jornalistas Jane Barboza e Leonardo Bruno.



A obra retrata momentos emblemáticos da vida do cantor, como a infância no subúrbio carioca e o bullying que sofria por não saber jogar futebol.

O filme também contará sobre uma noite que Zeca passou na prisão depois de cantar num show de Beth Carvalho; sobre o casamento com a mulher, Monica, cheio de convidados desconhecidos porque o cantor esqueceu num bar no Morro da Providência os convites que havia levado para entregar a amigos. Entre outras histórias.

O filme ainda deverá reconstituir as maiores rodas de samba do Rio de Janeiro — do Cacique de Ramos à Velha Guarda da Portela.

Devido à pandemia de coronavírus, a produção ainda não tem data para começar a ser filmada, muito menos previsão de lançamento.