Compartilhe

Austrália e Canadá lideram o ranking das melhores cidades do mundo para viver. Cada um deles têm três representantes entre os top 10. A liderança, no entanto, é da austríaca Viena. Pelo segundo ano seguido, a capital da Áustria foi considerada a melhor cidade do mundo pela revista britânica The Economist, que analisa, anualmente, 140 cidades de todo o mundo e divulga a lista das 10 melhores e das 10 piores.

Duas australianas, Melbourne e Sidney, aparecem ocupando, respectivamente, a segunda e a terceira colocações. Em quarto, Osaka, no Japão. Três canadenses são listadas na sequência: Calgary, Vancouver e Toronto.



Fecham a lista das dez melhores cidade do mundo a capital japonesa Tóquio, Copenhague, na Dinamarca, e Adelaide, no Austrália.

O Brasil, que não tem representantes na lista das melhores, também não aparece no ranking das piores, formado por nações da Ásia, África e América do Sul.

Damasco, na Síria, é a pior. Seguida por Daca, em Bangladesh, e Lagos, na Nigéria.

Fecham o ranking das 10 piores: a libanesa Trípoli e a paquistanesa Karachi; a cidade de Porto Moresby, em Papua-Nova Guiné, Harare, no Zimbábue, Douala, em Camarões, Argel, na Argélia, e Caracas, a capital da Venezuela.



Para a classificação das cidades são considerados 30 indicadores de qualidade de vida, organizados em cinco categorias: estabilidade, saúde, cultura e ambiente, educação e infraestrutura.